Wednesday, December 26, 2012

Tuesday, December 25, 2012

Merry - Felicidades

 With Open Hearts,
Merry Be Everyday...
 
 De Coração Aberto,
 Felicidades Todos Os Dias...

Friday, December 21, 2012

New Era - Nova Era

Refletir sobre o Presente!!! Este presente que recebemos todos os dias provavelmente será mais fácil de reconhecer nesta nova era... Uma trans-formação ao encontro de quem somos sem dúvida é um presente para todos  nós aqui no presente. Saindo da escuridão para aceitar a luz que É nossa, para todos. O véu que cobria nosso entendimento, e a falta que carregávamos dentro do nosso ser, deixa de ser imposta e passa a ser a nossa escolha... Deixemos que essa passagem seja de celebração à nossa liberdade de escolha no nosso consciente. Um presente digno de ser dado e recebido...
Amo todos vocês,
Dja
 
Reflecting on this Present!! This gift we receive every day will probably be easier to recognize in this new era ... A trans-formation in finding who we are, without a doubt, is a gift to all of us, here in the present. Coming out of the darkness to accept the light that IS ours, for everyone. The veil that covered our understanding, and lack we carried, ceases to be imposed and becomes our choice ... Let this passage be a celebration of our freedom of choice in our consciousness. A gift worth giving and receiving ...
Love you all,
Dja

Sunday, December 16, 2012

Redenção - Redemption

O que alimenta o ódio, a vingança, a perseguição e o assassino, é o medo. 
De que maneira??
Refletindo sobre todas as coisas que ja' fiz num "momento de raiva", de tudo que fiz para evitar "o que não gosto", de todas as batalhas que enfrentei, de todas as causas que defendi, todas as pessoas que desprezei no mundo, cada reação de defesa, todo sentimento de inutilidade, inseguranca, injustiça e aparente falta, qualquer sintoma de doença, relacionamentos de dor, situações de humilhação e tudo de que me vinguei, originou-se no medo. 
Eu as disse porque tinha medo que se  não as dissesse estaria contribuindo para que "o outro" continuasse a machucar-me com palavras que doiam tanto, e porque eu tinha medo que o outro não soubesse que eu sou tão capaz de maxucar quanto ele/ela. Eu evitei o que não gosto com medo que eu fosse confundida como sendo parte do que não gosto ou que eu acrescentasse ao que não gosto pensando que assim eu minimizaria a sua existência. Eu enfrentei batalhas com medo que "outros" tivessem que enfrentá-las e sofrer com elas. Eu defendi causas em que acreditei como medo que tudo o que eu acredito ser digno deixasse de existir.. Eu desprezei pessoas no mundo com medo que essas me corrompessem, me tentassem, me enfraquecessem, me torturassem e me destruissem... Defendi-me de tudo que me "atacou" com medo de que eu fosse vencida. Eu ignorei, senti-me insegura e senti falta com medo de estar sozinha. Eu fiquei doente porque tinha medo da morte. Eu me humilhei com medo de  não saber amar. E me vinguei com medo do mundo que criei...
Com Amor,
Dja

 
What feeds hate, revenge, persecution and murder, is fear.
In what way?
Reflecting on all the things I've said in a "moment of anger", everything I did to avoid "what I do not like", the battles I fought, all causes I defended, all the people I despised in this world, every reaction of defense, every feeling of worthlessness, insecurity, injustice and seeming lack, any symptoms of illness I had, relationships of  pain and humiliation, and 
everything I avenged, originated in fear.
I said the things I said because I was afraid that if I didn't I would be contributing to "others" continuance of using words that hurt me so much, and because I was afraid that those "others" wouldn't know I'm just as capable of causing pain. I avoided what I dislike because I was afraid that if I didn't I would be included as being a part of it or that I would somehow add to it, never minimizing it's existence. I fought battles so afraid that if I didn't "others" would have to face them and suffer with them. I embraced causes fearing that if I didn't all that I believe to be worthy would just cease to exist. I despised people in the world afraid that these people could corrupt me, tempt me, weaken me, torture me and destroy me ... I defended myself from everything that "attacked" me fearing that I could be conquered. I ignored, I was insecure and felt a lack, afraid that I was alone. I got sick because I was afraid of death. I humiliated myself in fear that I wouldn't know how to love. And I was vindictive because I was afraid of the world that I created ...
Love, 
Dja

 

Monday, December 10, 2012

Layers - Camadas

Breaking through the layers I've built while sleeping and dreaming my illusion. The ego sure is a fighter, but I'm God's creation... Awakening...
Dja

Passando pelas camadas que construi e vesti enquanto dormia em minhas ilusoes. O ego sabe lutar, mas eu sou a criacao de Deus... Acordando...
Dja

Intention - Intenção

Intentionally I seek my path, what is asked of me. Knowing what I am will certainly show me the direction I must take... No metaphors intended.
Love, Dja

Intencionalmente eu procuro meu caminho, o que é pedido de mim. Sabendo quem eu sou, certamente vai me mostrar a direção que devo tomar ... Falo sem nenhuma intenção de metáforas aqui.
Com Amor, Dja

Saturday, November 24, 2012

Austro Phenix

Continuo a ser Phenix renascendo das cinzas cada vez que me inspiro nas lições que deixaste. Austro, mais um pai que foi pai-irmao no amor que até hoje continua a renascer e a resgatar a todos que olham para esse amor. Eu sei que a tua presença é eterna...
Obrigada por plantar pegadas comigo, Obrigada pelo sorriso, Obrigada pela visita, Obrigada pelo guia, Obrigada pela Alquimia de volta ao AMOR ANTIGO, Obrigada por mostrar-me quem sou sem nunca violar minha propria vontade de ver-me... Obrigada pelos amigos que fiz através de ti, Obrigada pelo pai e pela mãe que foste para minha mãe e meus irmãos. Obrigada por toda a jornada que continuará depois de ti em honra a todos os phenix's que despertaste... Na tua partida está a tua volta porque aprendi de ti que nada se perde, tudo se transforma.... Um grande Abraço meu amigo, pai e irmão... Dja
Tu olha por nós dai e nos te vemos daqui... Um abraço ao Austro nos Astros... Boa Jornada...
Tua Mana 
I'll forever be the Phenix reborn from the ashes every time I breathe in the lessons you left. Austro, my father-brother who was the father and brother of all by love. Love that continues to give life and redeem all, anyone willing to look at this love. I know that your presence is eternal ...
Thank you for leaving footprints with me, Thank you for your smile, Thank you for visiting me, Thank you for the guidance, Thank you for the Alchemy back to the ANCIENT LOVE, Thank you for showing me who I am without ever violating my own desire to see myself ... Thank you for the friends I made through you, Thank you for the father and mother that you were to my mother and my brothers. Thank you for the whole journey that will continue after thee in honor of all the many phenix's you've awakened ... In this farewell is your return because I learned from you that nothing is lost, everything is transformed.... A transcended hug my friend, father and brother ... Dja

Monday, November 19, 2012

Djanine

" You're a sweet crusader, and you're on your way. 
You're the last great innocent, and that's why I love you...
So take this moment Djanine, and be self-full.
And worry not about the people that go by. 
Cause all that matters Djanine, is your freedom.
So keep warm my dear, keep dry..."
-AM
"Você é uma doce guerreira, e você está no caminho.
Você é a última grande inocente, e é por isso que eu te amo ...
Então pegue este instante Djanine, para ser completa.
E não se preocupe com as pessoas que passam.
Porque tudo que importa Djanine, é a sua liberdade.
Portanto, mantenha-se agasalhada minha querida, e n
ão se molhe ... "
-AM

Sunday, November 18, 2012

Um Instante - An Instante

O milagre esta' em cada instante dedicado ao divino. Somente milagres podem "ver" o que os olhos nao enxergam. Nao existem limites para qualquer milagre porque milagres sao obras de Deus.
Love, Dja
A miracle is in every instant dedicated to the divine. Only miracles can "see" what the eyes can not. There are no limits to any miracle because every miracle is the work of God.
Love, Dja

Saturday, November 10, 2012

A Ponte - The Bridge

O primeiro passo em aceitar que dentro de nos mesmos habita a ponte para a travessia entre o que nao existe e quem realmente somos, e' a vontade de querer passar....
Com Amor, Dja
The first step in accepting that within ourselves lives the bridge for the crossing between what does not exist and who we really are, is the will to want to cross it.... 
Love, Dja

Tuesday, November 6, 2012

Tribute to Simplicity –



 Even with my limited experience with my Papa “Dio” I Know I knew him well. He tucked me under his wing, gave me a shot of whiskey, and taught me how to fly by the seat of my pants.
We Laughed in the same voice though we spoke in different tongues. We shared the same concerns and took our love seriously. Language was no barrier when so much could be said through a glance, a smile, a grin, a hug, a kiss and a glass raised in praise. He made me feel so at home in his presence and so loved as a true son of his. This Immediate acceptance of me as his own added years onto our relationship – instantly.
We Joked. We drank, we laughed, we cried and we hugged – I miss you Dio and Love you so much. Thank you for who you are and Thank you for your Beautiful Daughter – who I will always cherish and honor in your name..
See you soon enough Papa. XxX
Brian.

Mesmo tendo sido uma experiência limitada com meu Papa "Dio" Eu sei que eu o conhecia bem. Ele colocou-me debaixo de sua asa, deu-me uma dose de uísque, e me ensinou a voar no momento que dividimos.
Nós rimos com a mesma voz ainda que falassemos em línguas diferentes. Nós compartilhamos as mesmas preocupações e levamos o nosso amor a sério. A
língua não foi nenhuma barreira quando muito pode ser dito através de um olhar, um sorriso, uma gargalhada, um abraço, um beijo e um copo levantado em louvor a alegria de se estar junto. Ele me fez sentir tão em casa e tão amado como um verdadeiro filho seu. Esta aceitação imediata de mim, como seu próprio, adicionaram anos em nosso relacionamento - instantaneamente.
Nós brincamos, bebemos, sorrimos, choramos e nos abraçamos - Eu sinto sua falta Dio e te amo muito. Obrigado por quem você é e Obrigado por sua filha linda - que eu sempre vou amar e honrar em seu nome...

Te vejo novamente um dia, Papa. XxX
Brian.
(Traduzido por Dja)

Cacique Seattle


Cacique Seattle

Discurso pronunciado após a fala do encarregado de negócios indígenas do governo norte-americano haver dado a entender que desejava adquirir as terras de sua tribo Duwamish:

O grande chefe de Washington mandou dizer que desejava comprar a nossa terra, o grande chefe assegurou-nos também de sua amizade e benevolência. Isto é gentil de sua parte, pois sabemos que ele não precisa de nossa amizade.Vamos, porém, pensar em sua oferta, pois sabemos que se não o fizermos, o homem branco virá com armas e tomará nossa terra.

O grande chefe de Washington pode confiar no que o Chefe Seattle diz, com a mesma certeza com que nossos irmãos brancos podem confiar na alteração das estações do ano.Minhas palavras são como as estrelas que nunca empalidecem.

Como podes comprar ou vender o céu, o calor da terra? Tal idéia nos é estranha. Se não somos donos da pureza do ar ou do resplendor da água, como então podes comprá-los? Cada torrão desta terra é sagrado para meu povo, cada folha reluzente de pinheiro, cada praia arenosa, cada véu de neblina na floresta escura, cada clareira e inseto a zumbir, são sagrados nas tradições e na consciência do meu povo. A seiva que circula nas árvores carrega consigo as recordações do homem vermelho.

O homem branco esquece a sua terra natal, quando - depois de morto - vai vagar por entre as estrelas. Os nossos mortos nunca esquecem esta formosa terra, pois ela é a mãe do homem vermelho. Somos parte da terra, e ela é parte de nós. As flores perfumadas são nossas irmãs; o cervo, o cavalo, a grande águia - são nossos irmãos. As cristas rochosas, os sumos da campina, o calor que emana do corpo de um mustang, e o homem - todos pertencem à mesma família.

Portanto, quando o grande chefe de Washington manda dizer que deseja comprar nossa terra, ele exige muito de nós. O grande chefe manda dizer que irá reservar para nós um lugar em que possamos viver confortavelmente. Ele será nosso pai e nós seremos seus filhos. Portanto, vamos considerar a tua oferta de comprar nossa terra... Mas não vai ser fácil, porque esta terra é para nós sagrada.

Esta água brilhante que corre nos rios e regatos não é apenas água, mas sim, o sangue de nossos ancestrais. Se te vendermos a terra, terás de te lembrar que ela é sagrada, e terás de ensinar também a teus filhos que é sagrada, e que cada reflexo espectral na água límpida dos lagos conta os eventos e as recordações da vida de meu povo. O rumorejar d'água é a voz do pai de meu pai. Os rios são nossos irmãos, eles apagam nossa sede. Os rios transportam nossas canoas e alimentam nossos filhos. Se te vendermos nossa terra, terás de te lembrar e ensinar a teus filhos que os rios são irmãos nossos e teus, e terás de dispensar aos rios a afabilidade que darias a um irmão.

Sabemos que o homem branco não compreende o nosso modo de viver. Para ele um lote de terra é igual a outro, porque ele é um forasteiro que chega na calada da noite, e tira da terra tudo o que necessita. A terra não é sua irmã, mas sim sua inimiga, e depois de a conquistar, ele vai embora, deixa para trás os túmulos de seus antepassados, e nem se importa. Arrebata a terra das mãos de seus filhos e não se importa. Ficam esquecidos a sepultura de seu pai e o direito de seus filhos à herança. Ele trata sua mãe - a terra - e seu irmão - o céu - como coisas que podem ser compradas, saqueadas, vendidas como ovelha ou miçanga cintilante. Sua voracidade arruinará a terra, deixando para trás apenas um deserto.

Não sei... Nossos modos diferem dos teus. A vista de tuas cidades causa tormento aos olhos do homem vermelho. Mas talvez isto seja assim por ser o homem vermelho um selvagem que de nada entende... Não há sequer um lugar calmo nas cidades do homem branco. Não há lugar onde se possa ouvir o desabrochar da folhagem na primavera, ou o tinir das assa de um inseto. Mas talvez assim seja, por ser eu um selvagem que nada compreende; o barulho parece apenas insultar os ouvidos... E que vida é aquela, se um homem não pode ouvir a voz solitária do curiango ou, de noite, a conversa dos sapos em volta de um brejo? Sou um homem vermelho e nada compreendo... O índio prefere o suave sussurro do vento a sobrevoar a superfície de uma lagoa, e o cheiro do próprio vento, purificado por uma chuva do meio-dia, ou recendendo a pinheiro.

O ar é precioso para o homem vermelho, porque todas as criaturas respiram em comum - os animais, as árvores, o homem. O homem branco parece não perceber o ar que respira. Como um moribundo em prolongada agonia, ele é insensível ao ar fétido. Mas se te vendermos nossa terra, terás de te lembrar que o ar é precioso para nós, que o ar reparte seu espírito com toda a vida que ele sustenta. O vento que deu ao nosso bisavô o seu primeiro sopro de vida, também recebe o seu último suspiro. E se te vendermos nossa terra, deverás mantê-la reservada, feita santuário, como um lugar em que o próprio homem branco possa ir saborear o vento, adoçado com a fragrância das flores campestres.

Assim pois, vamos considerar tua oferta para comprar nossa terra. Se decidirmos aceitar, farei uma condição: o homem branco deve tratar os animais desta terra como se fossem seus irmãos. Sou um selvagem e desconheço que possa ser de outro jeito. Tenho visto milhares de bisões apodrecendo na pradaria, abandonados pelo homem branco que os abatia a tiros disparados do trem em movimento. Sou um selvagem e não compreendo como um fumegante cavalo de ferro possa ser mais importante do que o bisão que (nós - os índios) matamos apenas para o sustento de nossa vida. O que é o homem sem os animais? Se todos os animais acabassem, o homem morreria de uma grande solidão de espírito. Porque tudo quanto acontece aos animais, logo acontece ao homem. Tudo está relacionado entre si. 

Deves ensinar a teus filhos que o chão debaixo de seus pés são as cinzas de nossos antepassados; para que tenham respeito ao seu país, conta a teus filhos que a riqueza da terra são as vidas da parentela nossa. Ensina a teus filhos o que temos ensinado aos nossos: que a terra é nossa mãe. Tudo quanto fere a terra - fere os filhos da terra. Se os homens cospem no chão, cospem sobre eles próprios. De uma coisa sabemos. A terra não pertence ao homem: é o homem que pertence à terra, disso temos certeza. Todas as coisas estão interligadas, como o sangue que une uma família. Tudo está relacionado entre si. Tudo quanto agride a terra, agride os filhos da terra. Não foi o homem quem teceu a trama da vida: ele é meramente um fio da mesma. Tudo o que ele fizer à trama, a si próprio fará.

Os nossos filhos viram seus pais humilhados na derrota. Os nossos guerreiros sucumbem sob o peso da vergonha. E depois da derrota passam o tempo em ócio, envenenando seu corpo com alimentos adocicados e bebidas ardentes. Não tem grande importância onde passaremos os nossos últimos dias - eles não são muitos. Mais algumas horas, mesmos uns invernos, e nenhum dos filhos das grandes tribos que viveram nesta terra, ou que têm vagueado em pequenos bandos pelos bosques, sobrará, para chorar sobre os túmulos de um povo que um dia foi tão poderoso e cheio de confiança como o nosso. Nem o homem branco, cujo Deus com ele passeia e conversa como que de amigo para amigo, pode ser isento do destino comum. Poderíamos ser irmãos, apesar de tudo. Vamos ver... De uma coisa sabemos, que o homem branco venha um dia a descobrir: nosso Deus é o mesmo Deus. Talvez julgues, agora, que O podes possuir do mesmo jeito como desejas possuir nossa terra; mas não podes. Ele é Deus da humanidade inteira e é igual sua piedade para com o homem vermelho e o homem branco. Esta terra é querida por ele, e causar dano à terra é cumular de desprezo o seu criador. Os brancos também vão acabar; talvez mais cedo do que todas as outras raças. Continuas poluindo a tua cama e hás de morrer uma noite, sufocado em teus próprios desejos.

Porém, ao perecerem, vocês brilharão com fulgor, abrasados, pela força de Deus que os trouxe a este país e, por algum desígnio especial, lhes deu o domínio sobre esta terra e sobre o homem vermelho. Esse destino é para nós um mistério, pois não podemos imaginar como será, quando todos os bisões forem massacrados, os cavalos bravios domados, as brenhas das florestas carregadas de odor de muita gente, e a vista das velhas colinas empanada por fios que falam (eletricidade, telefone, tecnologia). Onde ficará o emaranhado da mata? Terá acabado. Onde estará a águia? Irá acabar. Restará dar adeus à andorinha e à caça; será o fim da vida e o começo da luta para sobreviver.

Compreenderíamos, talvez, se conhecêssemos com o que sonha o homem branco, se soubéssemos quais as esperanças que transmite a seus filhos nas longas noites de inverno; quais as visões do futuro que oferece às suas mentes, para que possam formar desejos para o dia de amanhã. Somos, porém, selvagens... Os sonhos do homem branco são para nós ocultos, e por serem ocultos, temos de escolher nosso próprio caminho. Se consentirmos, será para garantir as reservas que nos prometestes. Lá, talvez, possamos viver o nossos últimos dias conforme desejamos. Depois que o último homem vermelho tiver partido e a sua lembrança não passar da sombra de uma nuvem a pairar acima das pradarias, a alma do meu povo continuará vivendo nestas florestas e praias, porque nós a amamos como ama um recém-nascido o bater do coração de sua mãe. 

Se te vendermos a nossa terra, ama-a como nós a amávamos. Proteja-a como nós a protegíamos. Nunca esqueças de como era esta terra quando dela tomaste posse: E com toda a tua força, o teu poder e todo o teu coração - conserva-a para teus filhos, e ama-a como Deus nos ama a todos. De uma coisa sabemos: o nosso Deus é o mesmo Deus, esta terra é por ele amada. Nem mesmo o homem branco pode evitar o nosso destino comum.

Fonte: "Trechos de um diário: O Cacique Seattle: Um cavalheiro por instinto". 10º artigo da série “Primeiras Reminiscências” - Seattle Sunday Star, 29 de outubro de 1887 do articulista Henry Smith

Saturday, November 3, 2012

Pai Na Terra - Father On Earth

Quanto privilegiada sou eu (sem nenhuma pretensão, até pouco tempo atrás eu não me sentia assim) por ter tantas figuras paternas que me ensinaram a amar de maneiras completamente diferentes, mas profundas... O pai que aceitou trazer-me aqui, o que escolhi como portal dessa dimensão de lições... Como sou humildemente grata pela troca de amor que expande-se em todo lugar onde o mesmo acontece com todos os meus irmãos e irmãs no divino... Sinto uma tristeza que ainda não abandonou completamente a ilusão "de fora". Essa chora em despedida da forma... Continuo aprendendo e penso que ao menos por não sentir desespero neste momento, sou grata. Ainda que com dor, valorizo esse pequeno aprendizado. Lembro de ti, um de meus pais na terra, como um menino que fazia de tudo pra se divertir... Um pai que fazia de tudo pra arrancar um sorriso meu, um homen que nao via diferenças entre o povo. Ele sentava pra "tomar uma" com o rico e com o pobre. Dava gargalhadas com o Pescador e o Governador de sua Vila... Na paz eu te libero ao Teu Pai No Divino, que tambem é O Meu Pai...
Te amo muito, sempre, para sempre...
Tua Nine

So privileged I am (without any pretention) for having so many father figures who taught me to love in completely different ways but deeply ... The father who wanted to bring me here, which I chose as the portal to this dimension of lessons ... I am so humbly grateful for the love translated in both our choices and it expands everywhere where the same happens with all my brothers and sisters in the divine ... A sadness in me that still has not completely abandoned the illusion of what is "outside" of me cries a "goodbye" for the form I'm so used to... I am still learning and I think that at least for the moment, desperation is not experienced, and I value this little lesson I learn. I'll always remember you, one of my parents on Earth, as a boy who did everything to have fun ... A father who did everything to put a smile on my face, a man who does not see differences between people. He sat to "drink one" with the rich and the poor. He had a laugh with the fisherman and the Governor of his village ... In Peace I release you to your Father In The Divine, Whom is also My Father ...

I Love You very much, always, forever ...
Your Daughter,
Dja

Wednesday, October 31, 2012

Halloween - Dia das Bruxas

E o que e' mesmo uma bruxa(o)?
Um ser aberto em comunicacao com a natureza...
Antigamente, "uma bruxa" nada mais era que uma mulher que usava e passava de geracao a geracao o conhecimento que adquiria com suas experiencias na natureza. Assim como os indios, ela respeitava os ciclos da vida, entendia que algo divino a guiava, administrava ervas para cura dos males da epoca e praticava a linguagem dos animais e das estacoes do ano para sobrevivencia e preservacao do sagrado. Ela tinha os seus rituais de sabedoria espiritual profunda e celebracao em harmonia com os elementos da Terra.
Como mulher ela sabia de sua parte na gestacao do que ja' havia sido criado no divino...
Uma Bruxa hoje e' um ser feminino mal interpretado e um termo muitas vezes mal usado...
Como tudo no mundo, qualquer coisa pode ser vista da maneira que nos cabe pessoalmente, nao seria diferente no caso da nossa interpretacao sobre o que e' "uma bruxa". Geralmente tememos o que desconhecemos crendo que assim evitamos o mau.  
Outras vezes participamos com o mau para dar-lhe mais forca, assim quem sabe, estaremos protegidos uma vez que acreditamos fazer parte dele. No fundo "uma bruxa", como qualquer outra coisa, e' o que queremos que ela seja.
Feliz dia das bruxas que amam e cuidam da nossa Terra..
Com Amor, Dja

So what is a witch?
A being open to communication with nature ...
In the old days, "a witch" was nothing more than a woman who used and passed from generation to generation the knowledge she gained with her experiences in nature. Like the Indians, she respected the cycles of life, understood that something divine guided her, administered herbs to cure the illnesses of those times, and practiced the language of animals and the seasons of the year for survival and preservation of the sacred. She had her rituals of celebration of deep spiritual wisdom in harmony with the elements of the earth.
As a woman she knew her part in giving birth to what had already been created in the divine ...
A Witch today is a feminine being misunderstood and a term often misused ...
Like everything in the world, anything will be seen in the way that we personally choose, it wouldn't be different in our interpretation of what "a witch" is. Often we fear what we don't know believing that this way we avoid "bad things".
Other times we join "evil", unconsciously thinking that if we are a part of that evil then we must be protected from it. In the end "a witch", like anything else, is what we want IT to be.
Happy Halloween!! I'm humbly thankful for all who love and care for our earth ..
With Love, Dja


Tuesday, October 30, 2012

Repetição - Repetition


Repetition of lessons or exercises in our minds can be frustrating but necessary. I tend to resist because somewhere in my mind I must still be holding onto the belief that I Am in control of whatever presents itself before me. The truth is; I'm not... The only control I have is to abandon the idea that I have any. The point of finding myself back in a situation I fear or despise is to reveal my fear and my despise, that way I have the opportunity to trust and love... Easier said than done, indeed it is! Only repeating and accomplishing a bit more of the peace in accepting that I have no control, only repeating and seeing the divine in every circumstance I can truly learn that He/She already decided For Me...
Love, Dja
 A Repetição de lições ou exercícios em nossas mentes pode ser frustrante, mas necessária. Eu tenho a tendência de resistir porque em algum lugar na minha mente, eu ainda devo estar agarrada a crença de que Eu Tenho o controle de tudo que se apresenta diante de mim. Mas a verdade é que não tenho ... O único controle que tenho é o de abandonar "meu controle". O motivo pelo qual encontro-me de volta em  situações de medo ou que desprezo é justamente para revelar-me esse medo e desprezo, desta maneira eu tenho a oportunidade de confiar e amar ... Mais fácil dizer do que fazer, sim,  é verdade! Por isso, apenas repetindo pouco a pouco aceitando cada vez mais a paz em saber que eu não tenho nenhum controle, apenas repetindo e vendo o divino em todas as circunstâncias posso realmente aprender que Ele/Ela já decidiu Para Mim ...
Com muito amor, Dja

Tuesday, October 23, 2012

The Call - A Chamada

"I have heard your call and I have answered it, but you will not look upon me nor hear the answer that you sought. That is because you do not yet want only that."
-J.


"Eu ouvi o teu chamado e respondi, mas você não vai olhar para mim nem ouvir a resposta que você procura. Isso é porque você ainda não quer somente isso."
-J.


Saturday, October 13, 2012

Husband - Marido

Love..

You, husband of mine, more than a husband, beyond a label... My dear friend, you chose to be there, you share your divine self with me and every divine other whom notices you... I'm touched by your grace, your gentleness and playful ways... There are no differences imposed in this parallel universe you created with me, in an instant, the moment we dreamed of each other. You simply breath in the essence of our closest encounters and that turns me on so much.. You dive in my soul for more, bringing in the light of your innocence and so we play like we have never grown older. Oh darling I love you, I love to love you... In love I learn to love in ways I never imagined, love for all we make, love endlessly, love that expands and love myself as the love I give, moved by your lovely self... Thank you love, for being.. Your being is light and I cherish it, carrying it inside forever changeless... Brian, my husband, I'm flattered to be with you.
Love, Dja

Love ..

Você, meu marido, mais do que um marido, além de um rótulo ... Meu querido amigo, você escolheu estar lá, compartilhas teu divino comigo e com todos os outros seres divinos te que percebem... Estou tocada pela tua graça, tua gentileza e maneiras lúdicas ... Não há diferenças impostas neste universo paralelo criado por ti e por mim, em um instante, no momento em que sonhamos um com o outro. Você simplesmente respira a essência de nossos encontros mais intimos
e isso me encanta .. Você mergulha em minha alma a procura de mais, trazendo à luz da tua inocência e assim brincamos como se nunca envelhecessemos... Oh querido, eu te amo, eu amo te amar ... No amor eu aprendo a amar de maneiras que nunca imaginei, amor por tudo o que fazemos, o amor sem fim, o amor que se expande e me amo como o amor que eu dou, movida pelo teu ser de amor ... Obrigada amor, por ser .. Teu ser é luz e eu o estimo, deixando que venha para dentro de mim completamente imutável ... Brian, meu marido, eu estou lisonjeada de ser com você...

Eu Te Amo, Dja

Monday, October 8, 2012

Creation - Criação

Every creation born in the right mind is a gift from and to all of us!! We enjoyed one of these gifts yesterday... 
Thank you, more please...

********************************************************************

Toda criação que nasce na mente sana é um presente para nós e de todos nós!! Nós recebemos um destes presentes ontem ...
Obrigada! Por favor, mais
...
 
 






Saturday, September 29, 2012

Adolescência - Adolescence

Livro em quadrinhos de ALEXANDER MARCHAND traduzido para o português e editado no Brasil pelo GRUPO MERA. Este livro engloba os principais conceitos em UM CURSO EM MILAGRES de forma leve e divertida e, ainda assim, extremamente profunda. Confiram!



Using the unique form of a graphic novel, artist and writer Alexander Marchand takes you on an artistic, humorous, irreverent, and extremely informative romp through the advanced, nondualistic metaphysics of the contemporary spiritual document known as A Course in Miracles. In the end, you’ll not only have a coherent picture of the true nature of the universe and existence, but you’ll also have essential, practical knowledge of what you’ll need to do to if you are ready to wake up. 


Saturday, September 22, 2012

Deliberar - Deliberate

 "Uninvited"

Como qualquer um estaria
Estou lisonjeada pela sua fascinação comigo
Como qualquer mulher de sangue quente
Eu simplesmente quis uma causa que desejar
Mas você, você não tem permissão

Você n
ão foi convidado
Uma situac
ão ligeiramente infeliz

Deve ser estranhamente excitante
Assistir ao
estóico contorcer-se
Deve ser emocionante
Assistir guerreiro confrontar outro guerreiro
Mas você, você não tem permissão
Você n
ão foi convidado
Uma situac
ão ligeiramente infeliz


Como qualquer território inexplorado
Eu devo parecer muito intrigante
Você fala de meu amor como se
J
á experimentou amor igual ao meu antes...
Mas isto, isto não é permitido
Você n
ão foi convidado

Uma situacão ligeiramente infeliz
 
Eu não julgo você
indigno
Eu
preciso de um momento para deliberar



"Uninvited"

Like anyone would be
I am flattered by your fascination with me
Like any hot-blooded woman
I have simply wanted an object to crave
But you, you're not allowed
You're uninvited
An unfortunate slight

Must be strangely exciting
To watch the stoic squirm
Must be somewhat heartening
To watch shepherd meet shepherd
But you you're not allowed
You're uninvited
An unfortunate slight

Like any uncharted territory
I must seem greatly intriguing
You speak of my love like
You have experienced love like mine before...

But this is not allowed
You're uninvited
An unfortunate slight

I don't think you are unworthy
But I need a moment to deliberate

Friday, September 21, 2012

Mind - Mente

 "You must learn to change your mind about your mind. Only by this can you learn that it is changeless."
-J.


"Você deve aprender a mudar a sua mente em relação a ela. Somente desta maneira você aprenderá que sua mente nunca mudou."
-J.

Sunday, September 16, 2012

Sunflower - Girassol
















A joyous child Is the joy of our Father in heaven...
Uma crianca alegre É a alegria do nosso Pai no Divino...

Love,
Dja

Saturday, September 15, 2012

Oneness - Unidade



Oneness already is!! It's in everything and it's changeless... When we contradict it doesn't mean that it isn't there, it only means that we contradicted who we are. Yet, Oneness always was, always will be. It is!!

Unidade já é! Está em tudo e é imutável ... Quando contradizemos isso, não significa que ela não esteja lá, só significa que contradizemos o que somos. No entanto, a Unidade sempre foi, sempre será. Ela É!

Love,
Dja

Friday, September 14, 2012

Monday, September 10, 2012

Medo - Fear

Nothing scares us more than fear... fear of anything, everything, fear of fear. Yet, fear isn't. It isn't because it denies what Is and What Is ceases all fear. I do not speak of any mystery. I speak the truth. I speak of this truth first to myself, because I also need to learn it.   
The truth is clear and constant, it is the only thing that matters...
Nada nos assusta mais do que o medo ... medo do nada e de tudo, medo do medo. No entanto, o medo não é. Não é porque ele nega o que é e O Que é exclui todo o medo. Não falo de qualquer mistério. Eu falo a verdade. Eu falo desta verdade primeiro para mim mesma, porque eu também preciso aprender.  
A verdade é clara, constante, e a única coisa que importa ... 
Love, Dja

Thursday, September 6, 2012

Musica - Music

Life is singing and we are listening...


A vida está cantando e estamos escutando...

Love,
Dja

Wednesday, August 15, 2012

Journey - Jornada

Nao teremos internet até a próxima semana. Queremos informa-los que estamos bem e que tivemos uma boa jornada de aprendizado... Continuamos o processo de adaptação que é muito neste momento. Isso talvez tome um tempo para alinhar. De qualquer jeito temos muito que agradecer e perdoar. Aos poucos tudo entra nos eixos e revela os aprendizados se nao resistirmos as lições...
Amor,
Dja

We won't have internet until next week. We want to let you know that we are okay and that we had a good journey of lessons... We continue the process of adapting which is quite a lot at the moment. It might take some time for all to align. Either way we have lots to be thankful for and forgive. little by little everything will be in it's right orbit and reveal the lessons if we just won't resist it.
Love,
Dja


Wednesday, August 8, 2012

Au Revoir Texas...

Texas was a place of many beginnings, lessons and discoveries... It was home for a good chunk of our lives and we can't help but to forever have a place in our hearts for Texas. So many memories, we'll look back on it sometimes and say; "-and it all happened in Texas, ya'll." We met many great people there, many of them had and will continue to have significant presence in our lives. We'll always be grateful for the love we experienced in Texas... 

Texas foi um lugar de muitos começos, lições e descobertas ... Esta foi a nossa casa por um bom pedaço de nossas vidas e não podemos passar sem reservar um lugar em nossos corações para o Texas. Tantas memórias, vamos olhar para trás algumas vezes e dizer: "-e tudo isso aconteceu no Texas, ya'll." Nós encontramos muita gente boa lá, muitos deles tiveram e continuarão a ter uma presença significativa em nossas vidas. Nós sempre seremos gratos pelo amor que vivenciamos no Texas ...

Monday, August 6, 2012

Recycling - Reciclando

We are recycling parts of our life, we felt we needed to and the results are fantastic!! Creativity (Creating With Our Minds) has led our way, it guided us to wonderful master pieces within. It was always there but recycling it gave it new form, "new life".
We are even recycling our place of residence to a completely new scenario in terms of better choices for living, inspiring natural beauty as well as open-minded atmosphere. It's time to move on once again... Start fresh (fresher air alone won it for us), from scratch, choosing the least recommended option.
The question is; recommended by whom?!
Recycling ideas, opinions, choices, perceptions and habits has given us insightful options...  Thank you, more please.
Now, we move in every sense of the word.

Estamos reciclando partes de nossa vida, sentimos que precisávamos e os resultados são fantásticos! Criatividade (Criação em nossas mentes) abriu o nosso caminho, e nos mostrou maravilhosas obras de arte dentro, que esteve sempre lá, mas reciclar-nos deu-lhe nova forma, "nova vida".  
Estamos também a reciclar o nosso local de residência para um cenário completamente novo em termos de melhores escolhas para as nossas vidas, uma beleza natural inspiradora, bem como uma atmosfera de mente aberta. É hora de seguir em frente uma vez mais... Começar de novo (só o ar fresco já vale a pena para nós), a partir do zero, escolhendo a opção menos recomendada.  
A questão é, recomendado por quem? Reciclagem de idéias, opiniões, escolhas, percepções e hábitos nos deu opções de bom critério ... Obrigado, por favor mais.
Agora, mudamos em todos os sentidos da palavra.