Sunday, December 22, 2013

I Do - Eu Faço

I do it for my daughter and my son. I do it for my grandma and her mom.
I do it today as I learned it tomorrow, what will be before time and sorrow.
I do it independently and in communion, I do it for freedom and union.
I do it for my husband and his family. I do it for my neighbors regardless of their names.
I do it for justice, I do it equally. I do it for focus and my sanity.
I do it when I fall and when I get up. I do it before dawn and when the champagne pops.
I do it for children and their essence, I do it passionately holding onto their innocence.
I do it for mold breaking, to challenge, to change. I do it with all my love and when my heart is aching.
I do it for men and women, I do it with no torture. I do it for their pure semen and the world culture.
I do it organically, genetically unmodified. I do it unartificially, I do it bonafide.
I do it creatively despite your judgement, I do magically, preserving the sentiment.
I do it instinctively honest, because there is no reason to lie, I do it gracefully whole, for time must die.
I do it in meditation,  when I shower, when I sleep. I do it in silence, when I sing and dive deep.
I do it frequently, unapologetic as there is no shame. I do it for you, your growth, and because we are the same.
I do it when I dance with my soul in a trance.
I do it for the thieves, for killers, for whores. I do it in plain sight outdoors.
I do it with no flaws, no sins, no outcast. I do it when I forget the past.
I do it socially, politically and in death. For social and political issues, too, shall pass.
I do it for myself, there is nothing else. I do it within nature, the elements and the Celts.
I do with God, in God's great joy and perfection. I do it confident of his infinite wisdom and protection.
Love, Dja
Eu o faço por minha filha e meu filho. Faço-o por minha avó e a mãe dela.
Faço-o hoje como eu aprende amanhã , o que será antes de se fazer o tempo e a tristeza.
Eu o faço de forma independente e em comunhão , eu o faço por liberdade e união.
Eu o faço para o meu marido e a família dele. Faço-o para meus vizinhos , independentemente do nome deles.Eu o faço por justiça , o faço igualmente . Eu o faço por clareza e sanidade presente.Eu o faço quando caio e quando levanto . Faço-o antes do amanhecer e quando abro um champanhe.Eu o faço para as crianças e sua essência , Faço-o para guardar sua inocência .Eu o faço para quebrar moldes, para desafiar o definido, para mudar . Faço-o com todo o meu amor e quando meu coração está a chorar.Eu o faço para homens e mulheres , e o faço sem tortura. Faço-o por um sêmen puro, e a nossa cultura.Eu o faço de forma orgânica, sem modificação genetica. Faço-o sem artificialidade , faço-o genuinamente.Eu o faço de forma criativa , apesar de seu julgamento, faço-o por inspiração , preservando o sentimento.Eu o faço instintivamente honesto , porque não há nenhuma razão para mentir , em fazê-lo graciosamente todo, faz-se o tempo morrer.Eu o faço na meditação, quando tomo banho, quando vou dormir. Faço-o em silêncio, quando eu canto e quando mergulho profundo .Eu o faço com freqüência, sem remorso, pois não há vergonha, nem pecado. Faço-o por você, teu crescimento, e porque somos o mesmo, interligados.Eu o faço quando danço com a minha alma em transe.Eu o faço para os ladrões, assassinos, pelas prostitutas. Faço-o em plena luz do dia, sem culpas.Eu o faço sem falhas , sem erros, sem exilados. Faço-o quando esqueço o passado.Faço-o socialmente , politicamente e na morte. Assim que, questões estas , sociais e políticas , também virá de morrer.
Eu o faço por mim mesma, pois não há mais nada . Faço na natureza , com os elementos e os celtas .Eu o faço com Deus, em sua grande alegria e perfeição. O faço confiante de sua sabedoria e infinita proteção.
 
Com Amor, Dja

No comments:

Post a Comment